18fev2020 - Análise: 80% dos casos dos 44 mil pacientes com coronavírus são casos leves

Uma análise dos dados oficiais da China divulgada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) aponta que a maioria dos casos confirmados de coronavírus é leve (80,9%), sem pneumonia ou com pneumonia branda. Todos os pacientes que morreram desenvolveram a versão mais grave da Covid-19 – doença causada pelo vírus –, que atingiu menos de 5% dos infectados.

O estudo confirma os indícios apresentados por outros cientistas: a maior taxa de mortalidade (14,8% dos infectados) está entre as pessoas com mais de 80 anos. Pacientes com outras doenças, principalmente as cardiovasculares, também têm uma chance maior de ter a versão crítica da Covid-19.

Classificação:
- Casos leves: sem pneumonia ou pneumonia branda – sem mortes e 80,9% dos registros
- Casos severos: falta de ar, mudança na frequência respiratória, saturação de oxigênio no sangue, infiltração pulmonar, síndrome respiratória aguda – sem mortes e 13,8% dos registros
- Casos críticos: insuficiência respiratória, choque séptico, falência múltipla dos órgãos – 1.023 mortes (100%) e 4,7% das infecções.

Foram coletadas as informações da epidemia na China até 11 de fevereiro, incluindo os casos confirmados naquele dia. A taxa geral de mortalidade se firmou como 2,3%, mas, além dos idosos com mais de 80 anos, pacientes com outras doenças têm uma probabilidade maior de desenvolver a versão mais crítica.

Entre os infectados, 51,4% eram homens, que têm uma taxa de mortalidade maior do que a média, calculada em 2,8%. Já no caso das mulheres, o índice está abaixo: 1,7% não resistiu ao vírus. Fazendeiros e trabalhadores foram os profissionais mais afetados (22%). A maioria entre os 44 mil casos confirmados (85,8%) relatou exposição ao vírus na cidade de Wuhan, onde o primeiro caso foi detectado.

***